Própolis Vermelha: Origem, Ocorrência, Oferta e demanda internacional

A Propolis Vermelha

Própolis Vermelha: Origem, Ocorrência – Oferta preciosa e demanda internacional

Dos 13 tipos descritos e catalogados de própolis brasileira, a própolis vermelha é a mais recente.

Foram identificadas seis novas substâncias com propriedades farmacológicas relacionadas a potenciais antitumorais, analgésicos e antimicrobianos, apontando como diferencial na composição desta própolis a presença da planta Dalbergia ecastophyllum (L) Taub., da família Leguminosae, conhecida popularmente como rabo de bugio, rabo de macaco, marmelo do mangue, marmeleiro da praia, moeda de videira, entre outros. A Dalbergia ecastophyllum (L) Taub também possui diversos constituintes químicos.

 

A Propolis Vermelha

Origem

Do exsudado resinoso secretado pela planta ocorre através de furos feitos por larvas de insetos que a utilizam para desenvolvimento de seu ciclo biológico, escavando galerias da camada vegetativa até o lenho. Esses dados sugerem pesquisas para averiguar se o exsudado pode ocorrer em qualquer região onde haja presença de D. ecastophyllum, caso aconteça parasitismo da planta por insetos que a injuriem de forma similar ao descrito na Bahia, e se as condições de solo e clima influenciam na composição da resina coletada pelas abelhas atribuindo valor comercial.

Ocorrência

Ocorrência Em toda a costa brasileira cerca de 20 mil km² que vai desde o Cabo Orange (Amapá), até o município de Laguna (Santa Catarina).No estado de Santa Catarina se estende do litoral norte até o município de Palhoça. No Nordeste a planta é encontrada em quase todo o litoral e está presente nas extensas áreas de manguezais de Alagoas, Bahia, Paraíba e Rio Grande do Norte.

Dados produtivos da própolis vermelha.

ALAGOAS

60 produtores familiares compõem a União dos Produtores de Própolis Vermelha (Uniprópolis). Em 2012 o grupo comercializou 739,8 kg do produto e atualmente produz mensalmente 100 kg. O estado possui o apoio do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) para o desenvolvimento da atividade.

BAHIA

A atividade cresce de forma organizada através de associações e cooperativas. Por ser uma atividade nova no sul da Bahia, existe uma carência muito grande de informações técnicas, principalmente no que se refere à origem botânica e às propriedades químicas deste tipo de própolis. Porém, com iniciativas como do Desenvolvimento Agrícola (EBDA), 21 produtores foram treinados para a coleta de própolis vermelha com produção estimada em torno de 20 kg/mês em seis municípios do litoral sul baiano.

PARAÍBA

O gerente da Unidade de Inovação Tecnológica do Sebrae-PB afirma que 370 apicultores estão capacitados e envolvidos na produção de mel e própolis vermelha no litoral paraibano através do Programa Viva o Mangue Vivo, porém, não há dados do volume de produção da própolis vermelha no estado.

RIO GRANDE DO NORTE

Desde 2011, o Sebrae apoia os apicultores do Rio Grande do Norte na produção de própolis vermelha, porém, também não há dados sobre produção.

SANTA CATARINA

Em entrevista ao Sistema de Inteligência Setorial (SIS-Sebrae/SC), o presidente da Federação das Associações de Apicultores e Meliponicultores de Santa Catarina (FAASC), Nésio Fernandes de Medeiros, disse que o estado ainda não é um grande produtor de própolis vermelha. A praia do Pontal, em Palhoça, é a única região que se tem informação dessa possível produção.

O MERCADO DESTA MEDICINA

Além das propriedades medicinais reconhecidas e utilizadas, principalmente pela indústria farmacêutica, a própolis vermelha possui uma agregação de valor diferenciada em relação à própolis verde, tipo mais comum. O quilo do produto pode ser comercializado a R$ 450,00. A própolis vermelha também chama a atenção de compradores internacionais. Japoneses fazem visitas regulares aos produtores alagoanos levando o produto para pesquisas em usos medicinais. O mercado da China também está demonstrando interesse no produto.

Nosso Brasil é o terceiro maior produtor de própolis do mundo e 70% de toda a produção brasileira ocorre em Minas Gerais. Também possui uma das maiores extensões de manguezais do mundo, bioma de ocorrência da planta Dalbergia ecastophyllum, origem botânica da própolis vermelha.

OFERTA E GRANDIOSA DEMANDA INTERNACIONAL

Apesar de comprar a própolis da Bahia, Alagoas, Pernambuco e da Paraíba, José Alexandre de Abreu, o proprietário da empresa Farmanéctar, de Minas Gerais, diz haver deficiência de produção. A empresa adquire mensalmente uma média de 100 quilos de própolis vermelha para produzir materiais cosméticos e medicamentos oncológicos, com utilidade no auxílio ao tratamento de câncer. São xaropes, pomadas e cápsulas com finalidade terapêutica e anti-inflamatória.

Possui largas possibilidades de aplicação em xaropes à base de própolis vermelha para a utilização farmacêutica e cosmética como o xampu de própolis vermelha, que pode ser utilizado para combater a caspa, uma vez que a substância combate os fungos responsáveis pelo surgimento da caspa e da queda de cabelo.

Fonte:

Paulo Douglas, diretor executivo do Instituto Mangue Vivo, em entrevista ao SIS-Sebrae/SC

 NE10. Própolis vermelha de Alagoas atrai atenção do mercado chinês (2011)

ALTEC – XV Congresso Latino-Iberoamericano de Gestão de Tecnologia (2013)

Publique um artigo no MEL!

Estudiosos, apicultores, cozinheiras de mão cheia e curiosos de plantão, venha fazer parte do Site do Mel!

7 comentários em “Própolis Vermelha: Origem, Ocorrência, Oferta e demanda internacional

  1. [email protected] says:

    Olá (nome)
    estamos entrando em contato para saber se teriam interesse em comercializar o nosso produto em seu comércio.

    Desde 1980, fabricamos chinelos de palha de junco, que é uma planta originária do Japão, cultivada e produzida somente na nossa região.
    Os chinelos são confeccionadas utilizando materiais ecológicos, como a palha nas palmilhas, o tecido de algodão nas tiras e no acabamento e a sola de borracha e.v.a., tornando-os mais leves e seguros ao andar, além de proporcionar um efeito masageador por conta das fibras de junco da palmilha, que também absorve a umidade dos pés, mantendo sempre secos e confortáveis.

    Os chinelos são bonitos e de ótima qualidade e durabilidade!!

    Temos vários parceiros de lojas em geral espalhados pelo Brasil, comercializando os chinelos, já a vários anos com sucesso, e queremos ampliar para novos parceiros.

    Maiores informações:
    Fone: (13) 3821 2704
    WhatsApp (13) 99639 7063
    http://www.noguti.com.br

    Não tenho interesse neste produto:
    http://www.sairdalista.site?u=https://www.mel.com.br&c=60893d3029921AAAED1D

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.