Vespas gigantes atacam na China, mas abelhas sabem se defender!

Vespas Gigantes X Abelhas Africanas

Vespas gigantes atacam populações e aldeias Chinesas!

O governo de uma das cidades da província de Shaanxi decretou estado de Emergência, destacou equipes para combater as vespas gigantes, incendiando seus ninhos – mais de 300 já foram destruídos, e hospitais criaram repartições especiais para o atendimento de vítimas. Cerca de 41 pessoas já morreram após os ataques, sendo 18 em apenas uma única cidade (Ankang). Observe os nossos relatos encontrados na web:

– “Então ,corri e gritei chamando por ajuda, mas as vespas me perseguiram por cerca de 200 metros e me picaram por mais de três minutos”, disse Changlin – que foi perseguido depois de uma mulher e uma criança terem sido atacadas – mais tarde, elas não resistiram às toxinas e morreram no hospital.

Changlin está se já teve alta e está se recuperando do ocorrido. Em outro caso, uma mulher ficou hospitalizada por cerca de um mês após levar mais de 200 picadas, mas se encontra em casa, recuperando se do trauma emocional e mental, que sofreu no corpo físico.

Vespas Gigantes X Abelhas Africanas

“Quanto mais você corre, mais elas querem te pegar.” Ao chegar no hospital, sua urina estava tão escura que se parecia com shoyu, reportaram veículos de imprensa chineses. Na província de Guangxi, no sul da China, uma escola foi atacada e 30 pessoas ficaram feridas, sendo 23 crianças.

Mais de 700 ficaram feridas entre 2002 e 2005 na região. Apesar de não ser um fato estranho à população local, este ano se observa uma onda crescente dos ataques, fato que pode ser fruto de alterações no clima na região e perda de habitat natural.

FONTE: REVISTA GALILEU

A VESPA MANDARINA

A vespa responsável pelos ataques é a maior do mundo. Trata-se da Vespa Gigante Asiática (Asian Giant Hornet) ou Vespa mandarina, que também responde pela subespécie chamada de Vespa Gigante Japonesa. Chega a medir até 5,5 cm e seu peso pode passar de 4 g.

A Vespa mandarina pode fazer viagens ininterruptas de até 100 km a uma velocidade próxima a 40 km/h!

Sua picada liberada uma toxina que pode gerar complicações levando a vítima a morte por insuficiência renal.

Temida não só por humanos, a vespa gigante é uma caçadora voraz de abelhas.

As Vespas Gigantes costumam atacar colmeias atrás das larvas e do mel. Com suas mandíbulas, uma vespa consegue cortar uma abelha comum ao meio. Um grupo pequeno de vespas pode acabar com uma população de dezenas de milhares de abelhas em questão de horas.

Um documentário da NATIONAL GEOGRAPHIC  mostra exatamente o momento do ataque das vespas a uma colmeia – e também a incrível estratégia defensiva das abelhas, que, às centenas, formam uma bola em torno da vespa e agitam suas asas elevando a temperatura do núcleo, tornando insuportável para a vespa, que morre. VEJA NO VÍDEO:

As abelham SABEM se defender!

Seu veneno não tem grande efeito para afastar ou envenenar as vespas da forma que age nos humanos, produzindo grande dor, inchaço, febre.

Mas as abelhas, incapazes de afastar las com a picada de seu ferrão tem outra técnica muito interessante que usam para matar las e defender o mel e o enxame.

Vespas Gigantes X Abelhas Africanas

Elas fazem uma grande esfera, como mostra a foto, a fim de superaquecer a vespa e manifestar um colapso de seu sistema nervoso central, provocando sua morte.

Câmera Térmica de um Apiário
Câmera Térmica de um Apiário

Tendo em vista que poucas vespas podem destruir um enxame com muitos numerosos milhares de abelhas, essa é a técnica mais proveitosa de combater as invasoras, que desejam o Mel.

E o mais interessante é que as abelhas não sabem somente superaquecer. Em altas temperaturas, as abelhas batem suas asas dentro da colmeia e grande parte das operárias permanecem do lado de fora para reduzir a temperatura interna. Em baixas temperaturas agrupam-se no interior da caixa para manter o aquecimento. A literatura indica 34 º C como temperatura ideal dentro da colméia.

COISA DE LOUCO!

Publique um artigo no MEL!

Estudiosos, apicultores, cozinheiras de mão cheia e curiosos de plantão, venha fazer parte do Site do Mel!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.