Abelha Mandaçaia (Melipona quadrifasciata) – Abelhas Brasileiras

abelhas mandassaia mandacaia

Abelha Mandaçaia (Melipona quadrifasciata anthidiodes, Melipona quadrifasciata quadrifasciata)

Abelha Mandaçaia, mandassaia, mandasái, manassaia, amanassaia

As subespécies se adaptam muito bem às regiões sul e sudeste do país, e têm grande incidência em toda a costa atlântica. É uma abelha robusta e que poliniza culturas de abóbora, pimentão, pimenta-malagueta e tomate.

A palavra Mandaçaia (Mandassaia) é um nome indígena que significa “vigia bonita”. Os índios, como primeiros camponeses, sabiam de fato o porquê de dar nomes com significados aos animais e vegetais. No caso da Mandaçaia foi por causa da abelha vigia que sempre fica na entrada da colmeia para proteger o ninho.

abelhas mandassaia mandacaia

Ela é uma das abelhas nativas mais bonitas com cabeça e tórax pretos, abdome com faixas amarelas interrompidas ou não a depender da espécie e asas de cor ferrugem. Elas tem o tamanho entre 10 e 11 milímetros e costumam fazer seus ninhos em ocos de árvores como o licurizeiro, o umbuzeiro, a umburana e até mesmo na aroeira na Caatinga.

A Abelha Mandaçaia (Mandassaia) é uma abelha muito mansa e sua criação racional deve ser valorizada porque é através dela que muitas plantas nativas da Caatinga são polinizadas e preservadas.

Além da polinização das plantas nativas, a Abelha Mandaçaia (Mandassaia) produz um mel com excelentes características sensoriais.

O sabor é muito agradável e varia entre o gosto  e cor de pêra verde a caramelo queimado. O mel é mais líquido e cheiroso, imprimindo sabores de acordo com a flor em que a Abelha Mandaçaia (Mandassaia) visitou no período de produção. Em épocas de floradas cada colmeia pode produzir de 1,5 a 2,0 litros de mel. A Mandaçaia é uma abelha 100% brasileira e se desenvolve muito bem na Caatinga, área de ocorrência natural. Preservá-la é preservar o patrimônio natural do nosso semiárido.

Abelha Mandaçaia (Melipona mandacaia) mandaçaia-menor

A Abelha Mandaçaia (Mandassaia) (M. mandacaia) é uma abelha endêmica do semiárido brasileiro, distribuída geograficamente nos Estados da Bahia, Pernambuco e Piauí. Espécie mansa endêmica da região banhada pelo rio São Francisco, tolera ambientes quentes, possui coloração preta com faixas abdominais amarelas, e de tamanho menor que a Mandaçaia.

Produz mel de excelente qualidade, alcançando a produção de 2 a 3 litros por colônia por ano. De fácil criação e mantida pelos camponeses em cabaças, caixas e cortiços, constituindo um animal de convivência.

Essa espécie é 100% nordestina e visita espécies nativas da Caatinga, como jitirana e umbuzeiro.

VEJA O VÍDEO DE Criando Abelhas – NO YOUTUBE

FONTE: http://www.apisguia.com.br

 


 

Mais Abelhas Nativas Brasileiras:

Iraí (Nannotrigona testaceicornis)
Abelha Mandaçaia (Melipona quadrifasciata)
Abelha Jataí (Tetragonisca angustula)
Bijui ou benjoi (Scaptotrigona polysticta)
Uruçu ou Urussu (Melipona scutellaris) 
Uruçu-Amarela ou Tujuba (Melipona rufiventris)
Guarupu ou Guaraipó (Melipona bicolor)
Guaraipó Amarela ou Monduri (Melipona mondury)
Abelha Munduri ou Manduri (Melipona asilvai)
Abelha Moça branca (Frieseomelitta doederleini)
Abelha Tiúba (Melipona fasciculata)
Abelha Jandaíra (Melipona subnitida)
Tataira ou Caga-fogo (Oxytrigona tataira tataira)
Abelha Bieira (Mourella caerulea)
Abelha limão / Iratim (Lestrimelitta limao)

Publique um artigo no MEL!

Estudiosos, apicultores, cozinheiras de mão cheia e curiosos de plantão, venha fazer parte do Site do Mel!

Comentários em “Abelha Mandaçaia (Melipona quadrifasciata) – Abelhas Brasileiras

  1. Pingback: Abelha Mandaçaia Amarela | Mundo Ecologia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.